Amigo

Já sabemos que amigo é pra se guardar do lado esquerdo do peito, blá, blá, blá e todas essas coisas. Mas hoje o enfoque é o(a) amigo(a) do(a) noivo(a).
Quando acontece um noivado, o verdadeiro amigo (vou usar tudo no masculino, mas é para ambos os sexos, ok?) fica em estado de alerta! Não porque provavelmente vai aparecer um convite para padrinho e o orçamento vai se apertar um pouco, mas por conta das responsabilidades do momento. Ser amigo de quem vai casar é uma tarefa das mais duras. No que diz respeito às mulheres, isso significa centenas de horas de pesquisas on-line sobre o universo casamenteiro que vão desde o vestido de noiva – e esse item é o mais fácil porque será um Nova Noiva – até como fazer as malas para a lua de mel. São decisões e indecisões partilhadas, lágrimas na hora de escolher as músicas, palpites na gastronomia e até pequenas discussões, quase brigas. Mas, sobretudo, a verdadeira amiga é aquela que espera ser chamada. Ou não… Muitas vezes a noiva prefere que mesmo a melhor amiga, fique de fora de todos os preparativos ou que só participe de alguns itens. Isso não quer dizer que a amizade está abalada. Porém, é bom ir se preparando. A vida de quem casa sofre tantas mudanças, principalmente nos primeiros meses, que pode parecer que a amizade acabou. Mas é só um período de adaptação. Quanto aos homens, é bom não ficar inventando despedidas e mais despedidas de solteiro (hoje é do pessoal do futebol, amanhã da turma de ex-alunos da faculdade, etc.) se não quiser entrar pra lista negra da noiva. É fundamental que os noivos entendam que a relação do seu parceiro com o amigo é, na maioria das vezes, mais antiga que o namoro e não dá para ser comparada.
A amizade é como um casamento. Se for verdadeira, permanecerá. Mesmo depois do casamento do seu melhor amigo!