Margarida – vestido de noiva da Coleção Papillon

Bem me quer, mal me quer

Margarida é o nome da flor que toda mulher tem um grande carinho desde a infância. Presente tanto nas cantigas de roda, como nas brincadeiras, essa flor vive na mão das meninas porque podem ser colhidas nos jardins, nos campos e ficam maravilhosas enfeitando o interior das casas. Afinal, quem nunca desfolhou uma margarida para descobrir se seu amor era correspondido?
Em inglês, Daisy, que vem de “day’s eye” (olho do dia) porque se fecha no período noturno e volta a abrir ao nascer do sol. Com uma grande variedade de cores e tamanhos, a mais conhecida é a branca com miolo amarelo. De aparência frágil, ela é muito resistente e floresce o ano todo. Inocência, pureza, juventude, sensibilidade, paz, bondade e afeto são alguns dos significados atribuídos à essa flor que até se transformou em estampa têxtil. Se prestar bem atenção, vai perceber que todos os dias você encontra uma em seu caminho. Nas margaridas, o conceito do “menos é mais” fica bem claro. Não há como não sorrir ao encontrar essa flor, que ilumina o dia e nos mostra que a vida é linda!

Borboleta sobre margarida

Margarida, o vestido de noiva

Como você já sabe, a Coleção Papillon da Nova Noiva nomeou cada modelo com o nome de uma flor. Hoje vamos falar do vestido Margarida. Um vestido de noiva evasê em zibeline, perfeito para noivas que apreciam tecidos mais encorpados, cujo caimento exala elegância. Ele possui barrado e aplicações de renda bordadas com diversas pedrarias. Seu decote é em “V”, as mangas são longas, em transparência branca também com aplicações em renda.
Marque aqui a sua visita e aproveite para escolher também os seus acessórios. Dentre a infinidade de opções que fazem parte de nossa linha, você vai encontrar o acessório que fica perfeito com seu vestido de noiva. E não esqueça de escolher seus sapatos. A Nova Noiva Sapatos coloca qualidade, beleza e conforto a seus pés.

Vestido de noiva Margarida

A noiva sonha, a Nova Noiva realiza!

1 comentário

Comentários encerrados